A importância da Climatização de Precisão nos ambientes de Data Center

Uma dúvida muito comum entre os gestores de TI refere-se à refrigeração de precisão. Esses equipamentos, tão essenciais nos ambientes de Data Center, influenciam de maneira direta na disponibilidade dos sistemas.

A infraestrutura do Data Center é composta por diversos equipamentos de TI que geram uma carga térmica intensa e constante. Para tratar essa carga faz-se necessário implementar um sistema de climatização de missão crítica, projetado para operar 24 horas por dia, durante os 365 dias do ano. Eventuais paradas nesse tipo de sistema implicam, via de regra, em uma parada não programada de toda a estrutura de TI.

O ambiente do Data Center possui diversas variáveis que podem influenciar no funcionamento dos servidores e dispositivos de rede, como a temperatura, a umidade, o fluxo e a qualidade do ar que chegam até os racks. Essas condições afetam diretamente a performance do Data Center, e é necessário que os gestores de TI escolham apropriadamente equipamentos de alta qualidade que controlem essas variáveis.

Os sistemas de refrigeração podem ser classificados quanto à sua categoria de aplicação em: Ar Condicionado de Conforto e Ar Condicionado Precisão. O primeiro é ideal para ambientes onde há carga de calor latente e o segundo para locais onde predominam cargas com alto teor de calor sensível.

O calor latente diz respeito à troca de calor que implica mudança de estado físico da matéria. Dentro do contexto de refrigeração, o conceito de calor latente está intrinsecamente ligado à energia gasta para remover a umidade do ar. Ambientes com alta umidade tendem a produzir desconforto térmico, uma vez que a capacidade do ar de absorver a umidade é reduzida, e o corpo humano se “refrigera” através da evaporação (transpiração). Desta forma, sistemas de refrigeração de conforto, que tipicamente reduzem a umidade do ar (gastando parte da energia na forma de calor latente) são recomendados para a climatização de áreas de convivência.

Já no ambiente do Data Center, a troca de calor é sensível, ou seja, não há mudança de estado físico, mas somente variação de temperatura, que é gerada por equipamentos eletrônicos energizados. Esses equipamentos precisam ser mantidos dentro de limites adequados de umidade, de forma a evitar por um lado a condensação sobre as placas e superfícies, e por outro a incidência de micro descargas estáticas por baixa umidade. Nesse caso, é recomendada a refrigeração de precisão, uma vez que esse tipo de equipamento possui controle apurado de temperatura e umidade e não gasta energia desnecessariamente com umidificação.

Considerando que os sistemas de refrigeração costumam ser responsáveis, tipicamente, por até 40% do consumo de energia do Data Center, optar por soluções de refrigeração de precisão, além de aumentar a eficiência e a confiabilidade da instalação, implica diretamente redução do custo de operação (OPEX) e contribui para um melhor relacionamento com o meio ambiente no que diz respeito à sustentabilidade.